Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
17/09/2021

Mais  um passo para colocar o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação foi dado nesta quinta-feira (16/9). Com o lançamento do segundo edital do TechFuturo, o governo do Estado investirá R$ 5,8 milhões no desenvolvimento e/ou aprimoramento de produto, processo ou serviço a partir da aplicação de tecnologias portadoras de futuro. Somado à contrapartida da iniciativa privada, o edital deve destinar mais de R$ 8,1 milhões para a inovação em todas as regiões, ajudando na retomada econômica e no desenvolvimento do Estado.

“É uma oportunidade para que pequenas empresas se inscrevam no edital e possam conseguir os recursos necessários para implementar boas ideias que tenham. Isso também faz de uma das nossas principais metas: até 2030, o RS será referência global em inovação como estratégia de desenvolvimento local. Contamos com as parcerias estratégicas entre a sociedade, academia, setor empresarial e governo”, destacou o governador Eduardo Leite, no lançamento do edital, transmitido ao vivo pelas redes sociais.
O governador antecipou, ainda, que o Estado está negociando aumento de R$ 4 milhões neste edital do TechFuturo, como parte do programa transversal de governo Avançar RS. Se aprovado, será feita uma retificação do valor do edital de R$ 5,8 milhões para R$ 9,8 milhões.

“Assim como Plano de Obras, Programa de Concessões, Avançar na Cultura e na Saúde, vem aí o Avançar na Inovação, com diversas iniciativas para fomentar ciência, pesquisa e tecnologia no RS, incluindo um reforço para os editais de fomento. Adianto que o projeto terá o maior valor que o Estado já aportou em inovação em toda a sua história”, afirmou Leite.

Conforme o secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb, o edital já foi publicado e, até o final de outubro, as Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs) atuantes nas áreas tecnológicas portadoras de futuro estão convidadas a apresentarem projetos nos termos estabelecidos no edital para concorrerem aos recursos do programa TechFuturo. O objetivo é divulgar os resultados em novembro para efetivar os repasses ainda em 2021.

“Vamos utilizar os critérios mais modernos de avaliação, mundialmente reconhecidos, para escolher os vencedores, como sustentabilidade, escalabilidade e consistência técnica. Mas também valorizaremos a regionalização, escolhendo projetos em todos os oito ecossistemas de inovação, para que o desenvolvimento de soluções e produtos ocorra em todo o Estado”, afirmou Lamb.

Cada projeto aprovado receberá entre R$ 300 mil e R$ 700 mil e tem prazo máximo de 24 meses para a sua execução, a contar da data de publicação no Diário Oficial do Estado do convênio, quando firmado com entidades públicas, ou do Termo de Colaboração, quando estabelecido com entidades privadas.


• Edital de Chamada Pública TechFuturo Nº 03/2021

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine