Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
18/10/2021

A  retomada econômica, as reformas estruturais promovidas no Rio Grande do Sul e o fomento ao turismo foram os eixos do seminário promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais do Rio Grande do Sul – LIDE na manhã deste sábado (16), em Bento Gonçalves. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza (MDB), participou da primeira parte e abordou o papel do Legislativo no apoio às agendas de modernização e reestruturação do Estado. O painel teve a participação do procurador-geral de Justiça do Ministério Público, Marcelo Dornelles, do secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, e foi mediado pelo presidente do LIDE, Eduardo Fernandez, e pelo presidente do CIC/BG, Rogério Capoani.

Na abertura do encontro, Fernandez ressaltou que o RS avançou em reformas estruturantes nos últimos três anos e as mesmas são necessárias para garantir mais recursos para investimentos. “Reunimos hoje personalidades e referências dos setores público e privado para discutirmos o processo de retomada da economia, bem como a ampliação dos negócios no turismo. A Serra tem uma cultura de empreendedorismo e trabalho muito forte neste setor, que representa um significativo volume de emprego e renda, e que queremos potencializar cada vez mais”, disse o presidente do LIDE.

O presidente do Legislativo destacou a execução da agenda desenvolvimentista, constituída no governo José Ivo Sartori e continuada no governo Eduardo Leite, que se baseia no tripé do equilíbrio fiscal, da modernização da máquina pública e da rediscussão do tamanho do Estado. “O ente federado não pode gastar mais do que arrecada, sob pena de não cumprir a função básica de garantir os serviços essenciais à população”, defendeu. Gabriel lembrou que a cultura da responsabilidade fiscal é um legado dessa agenda iniciada em 2015, o que trouxe resultados efetivos. “Não seria possível fazer um centavo de investimentos não fossem as reformas e o programa de privatização que construiu um equilíbrio fiscal e nos guiou até aqui”, disse Souza, citando como exemplo os programas estaduais Avançar na saúde e na educação, além do Pavimenta RS.

Sobre a modernização da máquina pública, o deputado ressaltou que o Estado precisa estar no mesmo tempo da sociedade do século XXI para que seja capaz de atender às novas demandas. Ele elencou o saneamento básico, a saúde pública e a educação como temas prioritários em discussão no Legislativo gaúcho. “O grande debate nacional deveria ser a educação. Como vamos recuperar todo o período em que as nossas crianças ficaram sem aulas presenciais, especialmente a primeira infância? Esta é uma etapa que não volta mais e que ainda não conseguimos mensurar o impacto da pandemia no futuro destas gerações”, argumentou.

Por fim, Gabriel citou o projeto O RS Pós-Pandemia, em execução na Assembleia Legislativa em 2021, cujo objetivo principal é construir soluções, por meio de ações emergenciais e/ou políticas públicas que auxiliem na retomada da normalidade no pós-pandemia.

O segundo painel teve a participação da secretária de Turismo de Brasília, Vanessa Mendonça, e dos secretários estadual e municipal de Turismo, Ronaldo Santini e Rodrigo Parisotto, respectivamente. A CEO e sócia-fundadora da ATOM S/A, Carol Paiffer, foi a responsável palestra de encerramento do seminário.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine